Arquivo para dezembro, 2010

Criss Angel: Mestre da cerveja

Posted in Videos with tags on dezembro 31, 2010 by jamberz

Olha ele atacando novamente!

Desta vez, o mestre cervejeiro Criss Angel CONGELA a cerveja em menos de 01:00 minuto!

Imagine o lucro que ele teria se abrisse um bar: Transforma água em cerveja e ainda gela em menos de 1 minuto!

Onde está seu Deus agora?

Anúncios

Criss Angel para novo Jesus

Posted in Videos with tags on dezembro 30, 2010 by jamberz

Crisstianismo!

Lançador de cerveja via iPhone

Posted in Videos with tags on dezembro 29, 2010 by jamberz

Agora você pode assistir o jogo do seu time sem precisar ir a té a cozinha pegar cerveja ou pedir pra sua mulher e ficar ouvindo mimimi…

Dicas para um churrasco perfeito

Posted in Papo de Bebado with tags on dezembro 29, 2010 by jamberz

Todo mundo sabe que as 3 maiores paixões dos brasileiros são cerveja, churrasco e futebol! É claro que mulher bunduda não é nem mais paixão, é direito.

Seguindo a nossa prestação de serviços para você aprimorar seus conhecimentos sobre cerveja e afins, este post visa ajuda-lo com os churrasquinhos de fim de ano.

Churrasco não é uma coisa difícil de fazer. Um bom churrasco sim, dá mais trabalho. Além de saber escolher e temperar a carne,  é preciso também conhecer alguns macetes.

Como por exemplo:

  1. A carne deve ser selada, ou seja, tostada rapidamente em toda a superfície para que os sucos permaneçam nela.
  2. Comece a grelhar a carne na parte mais quente da churrasqueira, tostando de todos os lados. Depois, na parte do braseiro menos intenso, asse-a até chegar ao ponto desejado.
  3. A gordura, principalmente no caso da picanha, fica para cima. Só no fim é que deve ser virada para derreter.
  4. Para descobrir o ponto da carne sem cortar, pressione-a com as costas de um garfo. Regra geral: quanto mais macia, menos passada; quanto mais firme, mais passada.
  5. Nas carnes em postas, não saia do lado da churrasqueira em hipótese alguma. Se descuidar, passa do ponto.
  6. A brasa é linda, mas traiçoeira: pode apagar ou, se pingar gordura derretida, virar labareda e queimar a carne.
  7. Para apagar o fogo de vez, use as cinzas dochurrasco anterior.
  8. Para reavivar a chama, basta mexer um pouco com um pedaço de pau, que a cinza cai e a brasa fica mais forte.
  9. Carnes marinadas devem ser regadas com o molho do tempero durante o preparo. As que forem temperadas com sal grosso devem ter o excesso removido antes de serem colocadas na grelha.
  10. Não salgue carnes com antecedência. O sal facilita a exsudação, tornando a carne mais seca.

 

Fonte: Prosa de buteco

Melhor propaganda de CERVEJA

Posted in Videos with tags on dezembro 29, 2010 by jamberz

 

Essa foi Foda!!!!, Sem duvida a melhor propaganda que eu vi até hoje.

 

Dicionário Cervejeiro

Posted in Papo de Bebado with tags on dezembro 28, 2010 by jamberz

Altbiers
Cervejas (Ales) de cor castanha, alemã. Cervejas encorpadas e suaves no sabor, com aromas discretos de lúpulo e maltes alemães.

Ambar or Red ales
De cor âmbar a vermelha, produzidas nos EUA, com alto teor de malte caramelizado. Com sabor doce de nozes.

Acabamento
Sabor exato de uma cerveja que permanece na boca por longo tempo após a degustação.

Acobreado
Cerveja tipo india pale( Inglaterra, EUA)

Acre
Sabor desagradável, provocada por excesso de acidez.

Âmbar
Tonalidade de amarelo a cobre, cor típica de cervejas pale ale.

Ambientada

Cerveja compatível com a temperatura do ambiente onde será servido.

Ampla
Cerveja de bouquet rico e cheio de sabores agradáveis.

Adstringente
Cerveja com excesso de taninos, de sabor áspero.

Afinado
Cerveja que evoluiu perfeitamente.

Ale
Cerveja de alta fermentação, com sabores complexos…as Ales são as cervejas mais saborosas.

Alta Fermentação
Cerveja Fermentada entre 14ºc a 28ºc chamadas de cervejas quente, algumas tem a 2º fermentação dentro da garrafa…o mesmo processo utilizado nas Champagnes mais caras do mundo.

Alquimia
Arte ciência e dedicação na produção do líquido precioso.
(Cerveja).

Agradável
Cerveja redonda, com sabores equilibrados.

Áspero
Cerveja ácida, muito comum em cervejas verdes.
( sem maturação)

Chopp
Cerveja sem pasteurização. (Fresca)

Cerveja
É o resultado de uma infusão do malte com o lúpulo. Este processo também chamado de mosto ou mostura é colocada para fermentar durante alguns dias até transformar-se em cerveja.

Cerveja
Um alimento nutritivo. “Pão Líquido”

Cerveja no Brasil
Cerveja, loira, breja, gelada…

Cerveja na França
Biére.

Cerveja na Itália
Birra.

Cerveja na Japão
Biorv.

Cerveja na Suécia
Ol.

Cerveja na Grécia
Zito.

Cerveja na Inglaterra e E.U.A
Beer.

Cerveja na Alemanha
Bier.

Cobreado
Nuance de cores das cervejas Semelhante à cor da casca da castanha.

Chimay
Cerveja Belga produzida por monges trapistas na abadia de Scourmont, no sul do país. As borbulhas que conferem a ela toda sua cremosidade nascem de uma 2º fermentação na garrafa, como acontece com o Champagne. ( Ale)

Amadurecimento
Cerveja em processo de maturação.

Amargo
1. um dos quatro sabores elementares percebidos pela língua. É provocado por substâncias fenólicas, como o tanino.
2. doença causada por bactérias láticas, que atacam a glicerina e a transformam em acroelina. Esta, combinada com os polifenóis, provoca amargor.

Análise sensorial
Análise das propriedades organolépticas da cerveja pelos órgãos dos sentidos.

Aroma
Conjunto de sensações percebidas diretamente por via nasal ou retronasal (pela boca).
Os aromas podem ser:
1. Primários ou varietais.
2. Secundários, quando vêm da fermentação.
3. Terciários, quando originados da maturação.

Atmosfera
Refere-se á unidade de medida de pressão dos gases, no caso da cerveja, a quantidade necessária de gás carbônico no interior de uma garrafa corresponde a uma atmosfera ou um pouco a mais.

Atípica
Cerveja sem qualquer elemento ou caráter de tipicidade.

Austera
Uma grande cerveja, bem estruturada com evolução perfeita e maturação exata.

Aveludada
Cerveja extremamente suave, com textura que faz lembrar avelã.

Baixa Fermentação
(Lager) Cerveja fermentada entre 0ºc a 12ºc, chamadas de cervejas fria. As mais comuns são as Pilsen…originária da cidade de Pilsen, na República Tcheca.

Bitters
Família tradicional de cervejas de cor âmbar para cor cobre, podem variar da mais clara a mais lupulada.

Belgian Ales( ales da Bélgica)
Cervejas com, sabores e gostos diferenciados e maravilhosos, variando o sabor de frutas como Framboesa e Cerejas. A Bélgica tem o maior número de cervejas Ales do mundo.

Bock – ( Pode)
Escura, mais amarga, teor alcoólico mais elevado (6 a 7%), com aromas de café, torrado e caramelo. Boa para o frio, mais encorpada. ( Lager )

Brassagem
Processo de cozimento do mosto com temperatura controlada e especifica para cada tipo de cerveja.

Barley Wines
Cerveja Ale mais forte de todas, também conhecidas como vinhos de cevada , com sabores maltados e robustos.

Bouquêt
Conjunto de sensações olfativas complexas provenientes da maturação de uma boa cerveja.

Carnuda
Cerveja com muito corpo. ( excesso de dextrinas)

Cevada
A cevada cervejeira pertence à família das Gramíneas, sendo um cereal muito resistente. A cevada é a matéria prima principal para fabricação da cerveja.

Cereais não Malteados
São os chamados adjuntos, normalmente são utilizados cereais não malteados como; arroz, milho, sorgo etc.

Completa
Cerveja com evolução perfeita.

Cervejando:

Fazendo, bebendo ou comentando sobre cerveja artesanal e caseira.

Complexo
Cerveja em que se percebe aromas que sugerem analogias a frutos, flores, etc. Muito comuns nas cervejas Ales.

Comum
Cerveja de consumo corrente, que não é diferenciado por classificações especiais. ( ex: As lagers do Brasil)

Corpo ou extrato
Volume ocasionada pela presença de extratos sólidos. (Dextrinas)

Defeituoso
Cerveja com aromas ou sabores desconhecidos.

Delicada

Cerveja elegante, harmônica e de qualidade superior.

Densa
Quando o aspecto visual do cerveja revela uma densidade superior à da água. Característica das Cervejas de trigo. (Weiss)

Desarmônica
Cerveja desequilibrada pela falta ou excesso de um ou mais componentes.

Distintiva
Cerveja com Personalidade marcante.

Dortmunder
Cerveja clara maltosa.Dura
Cerveja jovem, em processo de evolução.

Engarrafamento
Processo de enchimento das garrafas de cerveja e colocação das tampinhas metálicas

Elegante
Cerveja cujas qualidades estão bem redonda.

Encorpada
Cerveja rica em dextrinas.Equilíbrio
Relação harmoniosa entre levedura, lúpulo, malte e outros elementos utilizados na produção de cerveja.

Espuma:
A espuma é muito importante para a qualidade da cerveja.
ela colabora em manter a cerveja afastada do oxigênio, que oxida a cerveja e a deixa com gosto ruim que lembra papelão. Além disso e um excelente protetor térmico mantendo a sua temperatura.
Outra importância é a de liberar com mais facilidade o bouquê da bebida.

Estruturada:
Cerveja com boa presença de álcool, ácidos e taninos. É a “arquitetura” do sabor.

Evanescente:
Cervejas que a espuma desaparece rapidamente.

Fermentação
È a ação das leveduras, que desdobram as moléculas de açúcar do mosto em álcool, gás carbônico e outros.

Fermentação Secundaria
Método de elaboração das cervejas ( Ales) que consiste em fermentar novamente a cerveja na própria garrafa. Tradicional das ilhas da Bélgica e Inglaterra, nas cervejas artesanais e caseiras.

Fermentação alcoólica:
Processo bioquímico no qual leveduras convertem o açúcar em álcool e gás carbônico.

Fermentação Secundaria:
Fermentação dentro da garrafa.

Fermento Cervejeiro:
Levedura própria para produção de cerveja.

Firme:
Estilo decisivo e vigoroso de uma cerveja jovem. Indica um envelhecimento que irá adquirir características mais delicadas.

Flexível:
Termo freqüentemente utilizado para cervejas jovens cuja agressividade foi menor do que a esperada. Qualidade favorável.

Floculador:
São minerais neutros, que agem no líquido eletrostaticamente, provocando a precipitação das matérias para o fundo do recipiente.

Fraca:
Cerveja sem corpo, muito diluída.

Fresca:
Cerveja sem pasteurizar, com consumo rápido…Chopp.

Frutado:
Cerveja com aroma e gosto de frutas, características das cervejas ales…caseiras.

Fugidio:
Cerveja sem consistência no sabor .

Galeon`s:
Pubs ” Marítimos” Italianos.

Gás:
É o estado da matéria, no qual as moléculas se acham muito separadas. O gás da cerveja é o CO2, responsável pela espuma e borbulhas que se formam ao abrir a garrafa.

Generoso:
Cerveja refrescante, com teor de álcool razoável.

Harmônica:
Cerveja em que todos os componentes encontram-se em perfeita harmonia. (redonda)

Herbáceo:
Perfeita harmonia do lúpulo com a cerveja.

India Pale Ale:
Cerveja Super amarga.

Intenso:
Cervejas com uma dose extra de sabores frutados.

Jovem:
Cerveja em processo de evolução.

Lager:
Cervejas obtidas através da baixa fermentação. ( A frio)

Lambic:
Cerveja de origem belga, feita de frutas vermelhas, é mais ácida, mais refrescante, e dirigida principalmente ao público feminino. É fermentada diretamente com frutas possui cor avermelhada, espuma meio rosada e teor alcoólico médio. (Ex: Belle-Vle)

Leve:
Cerveja que tem teores baixos de álcool e de corpo.

Levedura:
Um microorganismo unicelular, responsável pela fermentação alcoólica

LEI DA PUREZA – 1516, (REINHEISTSGEBOT):
Essa lei é a mais antiga conhecida do mundo, e determinava que os ingredientes que podem ser usados na produção de cerveja são: água, lúpulo, cevada.
O fermento (levedura) ainda não era conhecido, somente mais tarde foi incluido na lei.

Levedura :
Aroma da levedura é atrativo em uma cerveja fresca sem pasteurizar.

Límpido:
Exame visual, diz-se da cerveja totalmente isenta de partículas em suspensão.

Limpo:
Refrescante, sem defeitos. ( redonda)

LÚPULO: = (HUMULUS LUPULOS):
É uma planta trepadeira que produz talos anuais à partir de rizomas perenes. São espécies diódicas, isto é, produzem flores masculinas e femininas em plantas separadas, sendo que somente as flores femininas são utilizadas na presença da cerveja.
O Lúpulo é quem dá ao buque da cerveja o sabor amargo característico, sendo assim, se você desejar uma cerveja mais amarga, é só aumentar a quantidade de Lúpulo.

Malzbier:
Escura, mais encorpada, com uma leve doçura, teor alcoólico mais baixo (3,5%), ideal para o inverno, de baixa fermentação, com aroma menos frutado, aproximando-se mais do torrado e do caramelo. (Lager)

Malte:
Cereal malteado, próprio para produção de cervejas.

Malte Tostado:
Processo que irá determinar sabor e a cor da cerveja.

Maturação:
Envelhecimento, tempo necessário para que todos os elemetos que compõem se integrem totalmente, tornando-se de sabor agradável.

Metálico:
Sabor defeituoso conferido a cerveja por certos metais como o cobre e o ferro.

Munchner:
Cervejas escuras.

Mosto:
Líquido denso e muito doce, obtido pela brassagem.

Nítido:
Buque bem definido com gosto único e bem caracterizado.

Nobre:
Perfeita combinação de corpo e maturação e álcool.

Ordinária:
Qualidade medíocre, sem identidade…cerveja sem corpo.

Oxidado:
Cerveja cujas características foram alteradas pelo contato excessivo com o ar. ( muito comum nas cervejas brasileiras)

Palha:
Cor própria das Pale Ales. Pode ser clara ou não.

Picante:
Aroma fresco e aberto de uma cerveja jovem em evolução.

Pronta:
Cerveja que está pronta para o consumo.

Quente:
Cerveja justamente alcoólica, que provoca uma ótima sensação de calor. (Ales)
( Stout ou Porter )

Raça:
Linhagem. De estilo e excitante.

Rançosa:
Cerveja que apresenta sensações desagradáveis provocadas por alterações microbianas.
( contaminação)

Redonda:
Cerveja muito harmônica. ( perfeita)

Sedosa:
Termo utilizado para certa textura.

Sulfídrico:
Contaminação por falta de higiene, característico cheiro de ovo podre, papelão etc.

Sutil:
Frágil bouquet de uma cerveja de fracas sensações gustativas.

Tânica:
Cerveja rica em taninos. Semelhante a adstringente. Comum em cervejas jovens.

Tanino:
Substância natural encontrada na cerveja.

Tênue:
Cerveja de aroma fraco.

Típica:
Cerveja de tipicidade bem caracterizada.

Turva:
Cerveja com limpidez alterada (grande quantidade de substâncias sólidas em suspensão). Comum nas cervejas (Ales) de trigo, artesanais e caseiras.

Valor Nutritivo:
A cerveja é a bebida alcoólica que tem o maior valor nutritivo, sendo um alimento facilmente assimilado pelo organismo. Um litro de cerveja fornece ao organismo ca 450 calorias. (” O Pão Líquido”)

Velha:
O mesmo que envelhecida. Cerveja que atingiu o ápice de evolução, mas ainda apreciável.

Verde:
Cerveja em maturação.

Vigorosa:
Jovem em evolução.

Stout:
Cerveja preta, encorpada com espuma branca e densa. A mais famosa é a Guinnes da Irlanda.

Porter:
De cor castanha a preta, com sabores de chocolate e café adquiridos através do malte torrado. Esse estilo de cerveja foi nomeado “Porter” em homenagem a trabalhadores Ingleses.

Paulada:
Cerveja com muito corpo. ( dextrinas )

Pale Ale ( Ale Palha):
É um termo usado para descrever uma grande variedade de cervejas, as Pale Ale da Inglaterra são de cor cobre, nos EUA as cores podem variar de cobre mais clara a mais lupuladas.

India Pale Ale:
Cerveja Super amarga.

Pilsener:
Cerveja de cor clara.

Schwarzbier:
Escura mas leve, sofisticada, com aroma suave e agradável, característico da utilização do malte escuro (torrado); elegante e bastante equilibrada no conjunto de seus atributos. Amargor moderado e sabor residual muito agradável. Pode ser consumida durante todo o ano.
Scttish Ales ( Ales da Escócia):
Cervejas com sabor doce e maltado, com coresque variam de ouro para castanho , com teor de álcool de 6 a 9% por volume.

Sacarificação:
Transformação do amido em maltose.

Pasteurização :

Método pelo qual os microorganismos são inativados através do calor, consequentemente a estabilização do produto.

Produção de cerveja:
Arte, ciência, dedicação, persistência, charme, estilo, alquimia e bom gosto.

Weiss e Weizen:
Weizen significa trigo e weiss significa branco. Na Alemanha, eles utilizam as duas formas quando se referem as cervejas de trigo. Tanto Weissbier quanto Weizenbier são utilizados.
É que a cerveja de trigo também é conhecida como cerveja branca.

Weiss:
Cerveja cujo malte é feito a partir do trigo (ao invés da tradicional cevada), com espuma mais cremosa, estável e pronunciada. Pouco amarga e bastante refrescante, é ideal para o verão. É clara e apresenta turbidez natural, pelo fato de não ser filtrada, ou seja, possui um residual de fermento remanescente do processo de fermentação ( Hefe). Principais características: aroma de especiarias (cravo) e frutal (banana). (Ex: Bohemia Weiss – Cerveja de Trigo)

Weilembiers (weiss):
Cervejas de trigo, de origem alemã, sem filtragem, Cerveja turva.

Wiener:
Cerveja amarelo escuro.

Fonte: Cervejando

As “piores” cervejas do mundo

Posted in Papo de Bebado with tags , on dezembro 28, 2010 by jamberz

Se é que existe cerveja ruim, esta lista nada mais é do que uma mera pesquisa  sem objetivo científico algum. Baseado em listas que vemos por aí das cervejas mais consumidas ou das cervejas mais saborosas, escolhemos as 20 marcas que com maior frequência aparecem nos últimos lugares das tabelas. E são elas:

  • Busch NA
  • O’doul’s
  • Michelob Ultra
  • Natural Light
  • Natural Ice
  • Coors Non-Alcoholic
  • Milkwalkee’s Best
  • Miller Sharps
  • Busch Ice
  • Coors Aspen Edge
  • Genesee NA
  • Hurricane High Gravity Lager
  • Bud Ice Light
  • Busch Light
  • Bud Light
  • Blue Ice Beer
  • Salitos Ice
  • Tuborg T-Beer Citrus
  • Olde English 800
  • Fosters Light

Façamos então uma leitura mais minuciosa às marcas que aqui são mencionadas. Numa primeira análise podemos encontrar várias non-alcoholic, isto é, cervejas sem álcool, a par de muitas ice e light. O que não é de se estranhar já que, apesar do esforço feito pelas empresas nos últimos anos para melhorar o aroma e especialmente o sabor das cervejas sem álcool, estas ainda estão bastante longe das suas congéneres alcoólicas. As Ice e Light, pelo próprio processo de fabricação, perdem qualidades muito importantes que estão presentes nas cervejas ditas normais.

 

 

 

 

Outro fato interessante é o de que das 20 marcas aqui referidas, a maioria delas é vendida no mercado norte-americano. De fato, Bud, Coors, Michelob ou Miller encontram-se entre as cervejas de maior sucesso nos E.U.A. Essa situação não é muito surpreendente devido a vários fatos: as fortes restrições à venda de bebidas alcoólicas e à condução sob efeitos do álcool; a quase paranóia que assola muitos americanos relativamente à manutenção da boa forma e aos efeitos nefastos da cerveja na forma física; a longa tradição na produção de cervejas à base de arroz, bastante mais leves e menos aromáticas, o que levou à massificação de cervejas muito próximas de água!

Temos que realçar que, para além das cervejas sem álcool, ice e light, os outros géneros presentes nesta lista são as Pale Lagers e Malt Liquors. Se este último estilo é uma bizarria do mercado norte-americano, já as pale lagers são, provavelmente, o género mais vendido em todo o mundo. Brahma, Super Bock, Carlsberg, todas elas são exemplos do estilo que é responsável por quase 75% das vendas de cerveja no mundo. Ou seja, 3 em cada 4 cervejas produzidas são Pale Lagers. Como é óbvio, estamos em presença de um estilo muito industrial, feito para não desagradar a ninguém mas que também não entusiama. Refrescam, sabem razoavelmente, são baratas e produzem-se em larga escala. Eis uma receita de sucesso.

Última curiosidade: 10 das 20 cervejas aqui listadas são produzidas por uma única companhia, a norte-americana Anheuser-Busch. Todavia, não é por tal fato que esta empresa não deixa de ser uma das maiores do mundo, com vendas e lucros fabulosos. Ironias do mercado cervejeiro…

Fonte: Cervejas do Mundo

%d blogueiros gostam disto: