Jamberz Apresenta – Cervejas que amamos. Hoje: Quilmes

Deu trabalho mas tá aqui. Dossiê definitivo sobre a empresa fundada em 1888 e que ganhou um lugar privilegiado entre os argentinos, e que foi vendida íntegralmente  para a AmBev. Nos anos setenta já havia se estabelecido entre os jovens.  É também a empresa que mais patrocinou a seleção Argentina de futebol.
Otto Bemberg criou no ano de 1888 a “Cervejaria Argentina” com a finalidade convertê-la em um negócio de família na cidade de Quilmes, província de Buenos Aires. Mais tarde, em outubro de 1890 ele criou o primeiro seu chopp, que começou a ser comercializado  com o nome da cidade onde estava situado.

O crescimento da empresa na área foi um fator decisivo para a expansão da cidade, que com o tempo e o progresso da cervejaria, foi chamada de “a cidade industrial” que, durante os 30 anos do progresso tecnológico, se encaminhou ao CRESCIMENTO incansável.

Por volta dos anos 70, e agora com a televisão como o meio de comunicação instalado, a Quilmes não desaproveitou  nenhuma chance de se adaptar a essas mudanças, e envolver os cantores da moda,  os quais eram encarregados de “verbalizar” os jingles da empresa, e assim, criaram o personagem feminino “La espumita. ”

Nos anos setenta, a cerveja havia se consolidado entre os jovens, com personagens inesquecíveis como Sandrini, Graciela Borges, Alfredo Alcón, Jorge Barreiro, Elsa Daiel que foram os rostos da publicidade.

Em bares, lugares de encontro e palestras dos argentinos por excelência, a companhia também se tornou pioneira na utilização de merchandising. Almanaques, portavaso, tudo impregnava sua marca.

Mais tarde, se envolveu numa caminhada entre as mudanças e as massificações dos meios de comunicação, criando novos conceitos publicitários com histórias que sempre terminavam em finais felizes. Hoje, “O sabor do encontro,” já está instalado na sociedade e para a empresa é sinônimo de qualidade de vida.

Entretanto, os costumes mudaram e apareceram novos consumidores, aos quais a Quilmes não tarda em chegar rapidamente.  Em 1993, cria a “Liberty”, a primeira cerveja sem álcool no país para mais tarde ser pioneira no mercado com o lançamiento da “Quilmes Light” em 1997.

Não se podia deixar de plado sua entrada no que é uma das maiores paixões argentinas, o futebol. Além de estar presente nas melhores equipes, Quilmes se tornou patrocinadora oficial da Seleção Argertina.

Mostra disso, tem sido seus comerciais premiados dedicados ao futebol, mais específicamente, o jogo da marca com o azul e branco incluído no seu logotipo, intencionalmente lembrando a bandeira argentina

Em  1998, a Empresa começa a exportaar seu produto para os Estados Unidos e Europa ganhando o posto de número 1 em seu país.

Quilmes pertence ao grupo Quinsa, como o principal ramo da cerveja, mas é também o divisor de águas na Franchise comercialização de Eco de los Andes AG, que nasceu de uma associação com Perrier Vittel.

Além disso, a empresa entrou no ramo de refrigerantes na compra da BAESA, a franquia da Pepsi.
A AmBev fica com 91% das ações da Quinsa, dona da Cervejaria Quilmes, por US$ 1.200.
A empresa belgo-brasileira já era dona de mais de 50% da empresa, que tinha sido adquirido em 2002.
A AmBev é a maior cervejaria do mundo, e é nela que assenta o enorme consumo do Brasil.

Variedades

Quilmes Rock

Quilmes Rock é um festival musical anual patrocinado pela  Cervejaria Quilmes e realizado na Argentina. Reúne tanto artístas argentinos quanto estrangeiros.

A primeira versão foi em 2003  em 24 de setembro, sendo assim, a pioneira das edições que se sucederam. Nesta apresentação se destacaram  artistas como Luis Alberto Spinetta, Gustavo Cerati, Árbol, Divididos, Celeste Carballo, e Las Pelotas, sem deixar de mencionar  os artistas convidados, Café Tacuba e Die Toten Hosen. Uma grande diversidade de estilos completaram o nascimento de uma produção musical que resultou em um grande fenômeno para o público.

Em 1º de outubro de 2004, se deu a segunda edição do  Quilmes Rock, com notório crescimento na organização, pontualidade, escolha do lugar (Estadio Ferrocarril Oeste) e segurança. Também se notou o grande poder de convocação que se havia adiquirido. Reuniu uma grande variedade de artístas locais como Bersuit, Los Autênticos Decadentes, La Mississipi, Las Pelotas, Los Piojos, Intoxicados, Kapanga, León Gieco, Spinetta, Fito Páez, Rata Blanca eCharly García. Também houve presenças de artístas internacionais como Molotov, Offspring e os brazucas do Paralamas.

Em 2005,Quilmes deu lugar ao Pepsi Music. Um importante festival que se  realizou no prédio do Club Obras Sanitarias renomeado Etádio Pepsi Music, onde tocaram varias bandas. Também teve Monsters of Rock com apresentações do Whitesnake e Judas Priest, entre outros que aconteceu no dia 11 de setembro no Estádio Ferrocarril Oeste. Por último, nos dias 28 e 29 de outubro  no Club Ciudad de Buenos Aires se realizou a terceira edição do Festival Blues. Tocaram Yeah Yeah Yeahs, Beastie Boys, The Strokes, Kings of Leon, Dj Shadow e Patti Smith entre vários.

Na sua temporada de 2006, o evento foi trasnferido para o interior. Os dois últimos finais de semana de outubro, Córdoba e Rosário foram os cenários das apresentações musicais, com duas datas em cada localidade. Na sexta-feira, no estádio Juniors estiveram divididos,  Catupecu Machu, Kapanga, Tree e The Locos. Dia 21 teve Las Pelotas, Babasónicos, Los Cafres, Pier e Guasones. Na sexta-feira 27 e sábado 28, no Hipódromo de Rosario, o roteiro foi quase o mesmo, exceto que no lugar do Babasónicos tocaram Intoxicados. A organização do evento também foi muito boa, não houveram tumultos e a noite acabou com rock de primeira.

Em 2007, em River 12 a 15 de Abril, bandas de renome internacional como também grandes nomes nacinais formaram o “line up”.  A banda convocada na noite de abertura foi a banda Placebo.  No dia  01 de abril no Club Ciudad de Buenos Aires, a 12 de abril fora divididos, Catupecu Machu, Las Pelotas, Attaque 77, Bad Religion, 13 de abril: Keane, Babasónicos, The Psychedelic Furs, Árvore,  14 de abril: Los Piojos, Intoxicados, El Tri, Ojos de Brujo, Kapanga, e 15 ° de abril: Aerosmith, Velvet Revolver, Evanescence e Ratos Paranóicos.

Em 2008 o festival contou com a presença de Ozzy Osbourne, Korn, Bersuit Vergarabat, Rata Blanca e Los Piojos, entre outros. Em 2009 estava pautado Lenny Kravitz, mas um mês antes da realização do festival, o músico adiou sua turnê por problemas de saúde. O local foi  o estádio do River Plate em 2007.

Para a edição de 2009, o festival contou com presença de artistas como Iron Maiden, Kiss, Radiohead e também Sepultura, apesar de terem seu próprio público como Los Piojos, Divididos, Kapanga, La Porta, e muitos mais.
Em 2010, o festival foi realizado com duas datas, com o Metallica como banda principal. Além disso, esta edição também participaram Heróis do Asfalto, O’Connor, Leon A Horcas e D-Mente.

Informações

Cervejaria: Quinsa
Grupo: Anheuser-InBev
Importadora: AmBev
Estilo: Standard American Lager
Álcool (%): 4.9% ABV
Ingredientes: Água, malte, cereais não malteados, carboidratos, lúpulo.
Site: http://www.quilmes.com.ar
Sazonal Não é sazonal
Ativa: SIM
Temperatura: 0-4 °C
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: